Captura de Tela 2017-08-30 às 10.58.34.png
 
Santa Luzia_Queijeiros Paulistas_Lucas Terribili-2.jpg

Fundada em 1976 pela família Breuer em Itapetininga, a 171 quilômetros de São Paulo, a fazenda fez fama no setor do agronegócio com a criação de gado da raça Simental. Vinte e cinco anos depois, verticalizou a produção leiteira do tipo B, que passou a ser 100% transformada na queijaria artesanal anexa – a primeira do Estado a conquistar registro no Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISP). O portfólio reúne 18 tipos de queijos, entre frescos e maturados por até três anos, de leite cru ou pasteurizado. As criações do casal de mestres-queijeiros Maristela Nicolellis e Martin Breuer incluem o Giramundo, “primo” do queijo do Reino, tem formato de bola, casca tingida com beterraba e sabor intenso, resultado dos quatro meses da cura. Já o Tropeiro, de massa cozida, é coberto por cinza vegetal durante o processo de maturação para proteger as peças do mofo. A técnica confere ao queijo um aspecto cinzento, sabor suave e textura amanteigada – ganhou medalha de ouro na primeira edição do concurso Queijo Brasil.   

 

Onde: Av. Comendador Serafino Fileppo, s/n, Itapetininga - SP

Horário de atendimento:  seg. à qua., das 8h às 17h; de qui a sáb., das 10h às 22h

Contatos: (15) 3273-1565 / (15) 99656-1945 / queijaria@fazendasantaluzia.com.br

Redes sociais: @queijo_com_arte / Facebook.com/QueijoComArte

http://fazendasantaluzia.com.br/

Atrações: venda de queijos na queijaria, tour guiado, degustação de queijos, restaurante temático, receitas harmonizadas, promove aulas e oficinas, café da manhã da fazenda